ENQUANTO EU RESPIRAR
ebook

ENQUANTO EU RESPIRAR

Código de artículo:
E1000668460
Editorial:
SEXTANTE
Fecha edición:
Materia
Libros para Todos
ISBN:
9788543108902
Formato:
EPUB
Idioma:
Portugués
Tipo de libro:
Ebook
DRM
Si

DANÇANDO COM O TEMPO E COM TODAS AS POSSIBILIDADES DE ESTAR VIVA ATÉ O ÚLTIMO SUSPIRO. ANA MICHELLE SOARES, ou AnaMi, como gosta de ser chamada, é criadora do perfil @paliativas no Instagram, onde compartilha sua rotina como protagonista do próprio tratamento, desmistificando o conceito de "cuidados paliativos" e transformando a finitude na mais importante ferramenta de autoconhecimento que existe. "Quando se jogar dentro desta narrativa, você verá a AnaMi sorrindo. E você vai respirar fundo e não hesitará em se jogar para dentro da própria vida." ? DRA. ANA CLAUDIA QUINTANA ARANTES, autora de  A morte é um dia que vale a pena viver "Esta não é uma história sobre o câncer. É sobre viver, sobre vivência, sobre dançar com o tempo. É sobre amizade, sobre não ter medo de sentir, sobre querer o milagre da boa morte e sobre querer chegar ao final com a certeza de que a jornada foi uma experiência extraordinária."    Aos 32 anos, não foi fácil para a jornalista Ana Michelle Soares receber o diagnóstico de que seu câncer de mama tinha voltado e atingira outros órgãos. Não havia mais possibilidade de cura. O tratamento seria focado em controlar a doença e seus sintomas ? e em lhe proporcionar a melhor vida até o fim.    Num relato visceral, marcado pelo humor ácido e por toda a coragem e urgência de quem não tem tempo a perder, AnaMi conta como o contato com a morte transformou para sempre sua maneira de enxergar as coisas.    Em busca da cura da alma, encontrou uma grande companheira de jornada ? a Renata, que enfrentava algo muito parecido ? e, nesse processo, descobriu a si mesma. Dessa parceria nasceu a conta @paliativas no Instagram, para provar que tratamento paliativo não é sobre morrer: é sobre viver. É sobre ir à luta e viver apesar da doença. Inundar-se de gratidão a cada momento. Ressignificar a existência. Pois, para quem gosta de viver, nunca será tempo suficiente.

Artículos relacionados