JOHN LOCKE, LEITOR DO
ebook

JOHN LOCKE, LEITOR DO "JUDICIOSO" HOOKER

Código de artículo:
E1000852551
Editorial:
BLUCHER OPEN ACCESS
Fecha edición:
Materia
Libros para Todos
ISBN:
9786555501032
Formato:
PDF
Idioma:
Portugués
Tipo de libro:
Ebook
DRM
Si

Na presente obra intitulada "John Locke, leitor do 'judicioso' Hooker", pretende-se demonstrar como a leitura lockiana do "Of the Lawes of Ecclesiasticall Politie", notadamente do "Livro I ? Concerning Lawes, and their severall kindes in general", de Richard Hooker (1553 ou 1554-1600) corrobora a hipótese, segundo a qual o ideário liberal também é preconizado nesse tratado teológico-político do século XVI. A obra está organizada em três capítulos, a saber: no primeiro capítulo, "A influência do 'judicioso' Hooker nos primeiros escritos de John Locke", demonstra-se que as primeiras reflexões tratam do problema da lei e, particularmente, da lei natural, que é esclarecida nos "Essays on the Law of Nature"; no segundo capítulo, "John Locke, leitor do 'judicioso' Hooker no 'Segundo Tratado sobre o Governo'", reflete-se acerca de como Locke, ao recusar a teoria do direito divino, nos "Two Treatises of Government", especialmente no "Second Treatise", rediscute a ideia de lei e altera os fundamentos da obrigação política e faz de Richard Hooker um precursor do contratualismo e também do sistema político dos Whigs; no terceiro capítulo, "O legado do 'judicioso' Hooker nos últimos escritos de John Locke", revela-se que Locke continua um estudioso de planos delineados e meditados, em longos intervalos, mas, também, revela-se que o "judicioso" Hooker não se constitui na única fonte ou mesmo a principal fonte das ideias de Locke, antes indica brechas que não esgotam os seus efeitos. Em seu conjunto, a obra procura mostrar que, não obstante o contraste do Locke dos opúsculos políticos e dos outros escritos do mesmo período, com o Locke dos tratados políticos e dos últimos escritos, o ideário liberal do "judicioso" Hooker, temperado pelo seu ardor anglicano, não foi ensinado em vão: John Locke compreendeu as sutilezas desse pensamento.

Artículos relacionados